01
mar
09

“Aquilo que é estático e repetitivo é entediante. Aquilo que é dinâmico e randômico é confuso. No meio situa-se a arte.”

Aproveitando o título do meu blogg resolvi falar um pouquinho sobre essa relação equilibrio x saúde.

Segundo a organização Mundial de Saúde, saúde não significa ausência de doença e sim, o completo bem-estar fisico, mental e social. Isso também faz sentido para a filosofia tradicional chinesa que acredita que a busca pelo equilibrio é o que torna as pessoas saudáveis,o equilibrio é um estado de paz interior que encontramos em determinadas fases da vida, como estamos em constante tranformação, esse estado, geralmente, não se mantem durante muito tempo para algumas pessoas, diria até que para a maioria. E a partir desses desequilibrios em excesso surgem as doenças, os desconfortos fisicos e emocionais. Tudo na natureza busca um equilibrio, nenhuma situação extrema perdura para sempre. Logo após a noite alcançar seu auge o dia se pronuncia. Assim é com a vida humana, com os animais, a natureza e tudo que existe. Nosso próprio corpo nunca está em equilibrio, enquanto estamos parados existem forças trabalhando para nos manter nesta posição, mas em nenhum momento estamos completamente parados, nosso corpo vive numa luta interna e externa considerando os vetores de força que atuam nos nossos musculos para nos manter na posição adequada. E isso também se reflete no nosso estado mental. Se estamos muito eufóricos, nosso organismo tende a “baixar nossa bola” minutos depois ou se estamos tristes, algo repentinamente tira-nos deste estado. É claro que aqui estou citando situações  de alteração de humor considerados “normais”. Em casos de depressão e ansiedade crônica a coisa é mais complicada, porque nestes casos estamos falando de situações em que já alcançamos um estado de desequilibrio interno e externo critico devido a ausência de determinadas substâncias no nosso organismo. Algumas pessoas, simplesmente não produzem ou produzem menos substâncias do que o necessário levando a estados depressivos ou ansiosos crônicos. A acupuntura favorece a busca pelo equilibrio, porque ajuda a promover uma sensação de bem-estar e relaxamento através da liberação de serotonina e dopamina, ambos responsaveis pelas sensações de prazer, bem estar, aumentando a disposição geral do individuo.

Por isso, “equilibrio é arte”, é a arte de conciliar boa alimentação, estilo de vida, trabalho, lazer, familia, obrigações, situações estressantes do dia-a-dia sem deixar que isso se torne uma agressão ao nosso organismo e as nossas emoções. Sentir raiva, tristeza, alegria, preocupações é saudável e faz parte da nossa natureza e de nosso instinto de sobrevivência. Não devemos reprimir nossos sentimentos, mas precisamos reconhecer também quando já é hora de deixá-los. Segundo a filosofia oriental, cada sentimento possui uma frequência energética, o mau está em permanecer preso a estas frequências, medo e tristeza em excesso causam danos aos nossos rins e pulmões. Mas alegria em excesso, torna-se euforia o que  também faz mal ao nosso chi (energia) do coração Manter o equilibrio em nossas vidas não é tarefa fácil, mas a arte está justamente na criação deste estado, e em nos tornarmos aquilo que queremos ser…
“A esperança equilibrista
Sabe que o show
De todo artista
Tem que continuar…”

Elis Regina.

Anúncios

0 Responses to ““Aquilo que é estático e repetitivo é entediante. Aquilo que é dinâmico e randômico é confuso. No meio situa-se a arte.””



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Artigos Anteriores

Categorias

Copyright

© 2008 Luciana Brites - Todos os artigos deste blog são de autoria de Luciana Brites, com os direitos protegidos conforme a Lei 9.610/98.
Os textos dos comentários são de autoria e responsabilidade dos autores individuais. A autora deste blog não assume qualquer responsabilidade sobre os mesmos nem assume concordância com as idéias apresentadas.

%d blogueiros gostam disto: